A minha Lista de blogues

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

História do meu Galo de Barcelos


Hoje li que a artista portuguesa Joana Vasconcelos instalou um galo de Barcelos gigante em Lisboa na Ribeira das Naus. À noite fica muito iluminado e até canta.



http://www.cnc.pt/artigo/3674






Também tinha um galo de Barcelos grande. A minha irmã comprou mesmo em Barcelos e ofereceu-me. Foi antes de eu ir viver para os Estados Unidos. Gostava muito daquele galo. Estava à entrada da casa. Um dia resolvi deixá-lo fora, enquanto fui passear para tirar fotografias e fazer uma surpresa, quando chegássemos a casa. Gostava muito de pegar no carro e admirar aquelas paisagens bonitas. E tirar fotografias, enquanto os meus filhos estavam na escola e o marido no trabalho. Pensava eu que o galo não se estragaria, porque a neve era tão fofa. Porém, quando cheguei a casa tive uma desagradável surpresa: o meu galo estava partido. Nunca mais comprei outro - também nunca mais vou ter o espaço da minha casa nos EUA. Não é que me queixe de onde vivo agora. A casa mais bonita que tive, mas tem um grande defeito: não está decorada com as minhas coisas, enquanto que a de Dartmouth era 100% portuguesa e decorada por mim...


Ai, que saudades de um inverno branco...

Fotos de 2004

1 comentário:

  1. Também tenho um galo de Barcelos comprado mesmo em Barcelos.Lembro quando a minha Anita tinha um ano de idade gostava muito que lhe canasse uma canção sobre um galo e então resolvi comprar um. Tenho outro galo de Barcelos que é o chamado Magriço que tem a ver com o campeonato de futebol de 1966.

    ResponderEliminar