A minha Lista de blogues

domingo, 17 de abril de 2016

Morreu Dan Ireland (1958-2016)

Dan Ireland foi o realizador do filme Passionada: uma comédia romântica sobre uma viúva luso descendente, que vivia em New Bedford, no estado de Massachusetts, (EUA). Nessa região da Nova Inglaterra sempre houve uma numerosa comunidade portuguesa, ainda hoje em dia.
O filme foi rodado na área, com notícias nos jornais locais em primeira página sobre os atores: Jason Isaacs, Sofia Milos e a jovem Emmy Rossum. Foram também muitas as entrevistas e ficámos a conhecer quem deu aulas a Sofia Milos, para lhe ensinar a cantar o fado e lhe emprestou os brincos… assuntos interessantes para uma comunidade que se viu retratada no filme. 


Criaram-se enormes filas com voluntários que pretendiam participar nas filmagens como figurantes. E, recordo-me, que depois da estreia houve muita polémica relacionada com o nome que a adolescente, interpretada por Emmy Rossum, chamava a avó (Nana). Segundo alguns não era autêntico, ou seja não era o termo usado pelas netas de origem portuguesa. Interessante notar que Vovo, é usado na área, por adolescentes, que não sabem outra palavra em português. Trata-se de uma maneira afetuosa de se dirigirem às avós, as quais (de origem portuguesa) na sua maioria falavam mal inglês.

A estreia do filme Passionada foi em New Bedford em 2003. Atraiu muita gente. Fora a segunda vez que naquela cidade havia a estreia de um filme- a primeira vez tinha sido com o filme Moby Dick de 1956, pois a grande aventura e drama narrado por Melville inicia-se naquela cidade baleeira do sueste de Massachusetts. 

O filme, despretensioso, tinha uma história muito linear, bem contada e interpretada. Infelizmente, não agradou aos críticos portugueses ( estão a ver algumas críticas de Jorge Leitão Ramos, bem escritas, mas com um tom arrogante e intelectual? Bem, foi do género…)

Na parte mais formal da cerimónia o Presidente da Câmara apresentou o Cônsul de Portugal. Este último a pedido do primeiro, mandara fazer umas placas para os participantes no filme e entregou-as pessoalmente, com umas palavras simpáticas em português e inglês, que a assistência aplaudiu.

Depois do filme houve uma receção e jantar mais íntimo, para o qual fui convidada. Ainda me lembro do ator Seymour Cassel perguntar ao cônsul de Portugal se não podia ter também uma placa (não estava prevista a sua participação na estreia e por isso não tinha sido feita uma placa com o seu nome). Mais tarde, soube que lhe foi enviada para a Califórnia uma com o seu nome gravado, como pedira.

Nesse jantar tive ainda o prazer de conhecer o ex governador de Massachusetts Michael Dukakis, candidato à presidência do seu país nas eleições de 1988 (perdeu para o republicano George Bush-pai).

Tudo isto veio-me à memória ao saber da morte de Dan Ireland, ainda tão jovem. Thank you very much and RIP, Dan Ireland!!


Sem comentários:

Enviar um comentário