A minha Lista de blogues

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Cafés emblemáticos do mundo




No Funchal, o café mais emblemático é sem dúvida o Golden Gate.

O estabelecimento, situado no centro histórico do Funchal, perto da Sé, sofreu várias alterações ao longo do tempo e recebeu diferentes tipos de clientes, desde a abertura das portas em 1841. No início do século XX, quando o Funchal era um ponto de paragem para os navios, que cruzavam o Atlântico, era ali que paravam os turistas e uma elite de madeirenses também fazia ali o seu "escritório". “Aquele ângulo do Funchal era, entre as esquinas do Mundo, dos mais dobrados pelo espírito cosmopolita do século”, escreveu Ferreira de Castro. Daí o café ter passado a ser designado por "A Esquina do Mundo". Esse ambiente manteve-se durante anos na esplanada. Porém, o ambiente mudou nos anos 70 e 80 do século passado, quando o café perdeu a esplanada e se transformou no local de encontro dos estudantes do liceu, um sítio da moda, para ir estudar, tomar café e namorar, que eu frequentava e onde se discutia tudo e mais alguma coisa... Mais tarde, em meados dos anos 90, o Golden Gate voltou a fechar para reabrir com nova gestão e nova decoração, que tentava ser mais parecida à inicial.

Em 2014, voltou a fechar devido à insolvência da sociedade que o explorava. Foi assim que o encontrei lamentavelmente em 2015, com um ar abandonado. Contudo, em novembro de 2016, foi vendido, em hasta pública, por um valor de 4.748,056 euros a uma sociedade denominada ‘Gold Medal’, pertencente a um emigrante da Venezuela.


A semana passada reabriu ao público e segundo as fotografias, esmeraram-se na decoração.

Quando fui viver para Lisboa, em 1976, o café que frequentava e onde se encontravam muitos estudantes universitários era o Roma, agora transformado num McDonald´s...
















No Porto temos um dos mais bonitos cafés que conheço, o Majestic. 

Contudo, a cidade que talvez tenha os mais bonitos cafés do mundo e onde é possível fazer um roteiro de cafés é, sem dúvida, Budapeste. Até fiz, há dois anos, um post especial Comer em Budapeste.


Lembro-me também que, há uns anos, fui ao café Tortoni na bela cidade de Buenos Aires e gostei muito.


O café de Tacuba no México, fundado em 1912, tem uma decoração típica, mas demasiado turístico não me impressionou tanto...




Falando com uma amiga sobre este meu post, disse-me que o café mais bonito que conhece é o café Cordina em La Valetta. Nunca fui a Malta...




Mas será difícil bater o charme do Florian em Veneza, até pela sua situação geográfica. Foi o café mais caro que tomei na minha vida, mas valeu a pena...
E é claro, sempre temos Paris...


Em Viena não fui ao conhecido Café Central porque preferi ir provar a torta Sacher. Arrependi-me...





Não posso esquecer a simpatia como fomos recebidos no café do hotel Adlon em Berlim, apesar da decoração não ser nada de especial, o serviço é muito simpático.





Agora estou à procura de cafés em Bucareste. Alguma sugestão?
Se leu até aqui, dê a sua opinião. Qual o melhor café que conhece?

2 comentários: