A minha Lista de blogues

domingo, 7 de agosto de 2011

Curiosidades de Natal


A Árvore de Natal
O costume de decorar uma árvore de Natal, em casa, tem as suas origens na Alemanha. Esta tradição foi levada para Inglaterra no século XIX pelo marido da Rainha Vitória, o Príncipe Alberto de Saxe-Coburg Gotha. Por sua vez ao seu primo, D. Fernando II, casado com a Rainha Portuguesa D. Maria II, é atribuída a sua introdução em Portugal na mesma época. Aos poucos generalizou-se por toda a população, tornando-se no hábito popular, de hoje em dia, na segunda metade do século XX.

O Pai Natal


Esta personagem jovial e feliz tem as suas origens remotas em S. Nicolau, bispo de Myra, no sul da Turquia, onde viveu, há mais de 1600 anos. Tornou-se Santo, devido à sua bondade em ajudar os mais pobres dando tudo o que possuía, com atenção especial às crianças. Na Holanda chamam-lhe Sinterklass e é especialmente querido pelos mais pequenos. Foram os emigrantes holandeses, que introduziram a sua figura nos EUA. De início era representado com as vestes de Bispo. Mas, no início da década de 1930, um anúncio da Coca-Cola decidiu apresentá-lo, alegre e redondo com um fato vermelho, as cores daquela marca, com o objectivo de levar o público a consumir mais daquele refrigerante também no Inverno. O sucesso foi grande e, hoje, este velhote bonacheirão de belas barbas brancas faz as delícias das crianças em todo o mundo. Nos EUA, por influência do nome holandês chamam-no Santa Claus ou simplesmente Santa. No Reino Unido preferem chamá-lo Father Christmas


O Primeiro Postal de Natal
O costume de enviar cartões de Natal começou em Inglaterra, no ano de 1843. Sir Henry Cole, um alto-funcionário britânico, teve essa ideia de mandar imprimir postais natalícios, para poder enviar a todos os seus amigos e conhecidos as suas saudações de Natal. Assim, encomendou ao pintor John Calcott Horsley a criação do primeiro cartão de Natal, cuja cópia está à vista em cima. Dessa primeira edição foram vendidos 1000 exemplares em Londres.Nos nossos dias, está aos poucos a cair em desuso, sobretudo devido à cada vez maior utilização da “internet” para se remeter todo o tipo de mensagens. Dessa forma perde-se cada vez mais o hábito de se escrever aos familiares e amigos, mesmo nestas ocasiões tão especiais. Cada um escolherá o seu método. Eu, enquanto professora de inglês, aproveito  para enviar a todos os leitores. “Merry Christmas and a Very Happy 2011”.



Ano lectivo 2010/2011

Sem comentários:

Enviar um comentário